5.4.12

PAPO DE NOIVA: O noivo

Esse é o Daniel, meu noivo. Meu Flamenguista. Meu jogador de PS3. rs
Ilustração by Carinhas Personalizadas.


Engraçado falar aqui de cada etapa dos preparativos do meu casamento, do como e porque escolhi cada coisa e não citar a escolha do principal: o noivo.

Se eu não tivesse um noivo, eu não iria me casar, certo? Literalmente só vou me casar por causa dele, afinal, foi ele que me pediu em casamento. *.*
Mas... sei lá... O que falar do meu noivo?

Me recuso a ficar falando coisas óbvias e clichês como: aquele que eu amo, quero ficar junto até morrer, formar família, ser o pai dos meus filhos, é o amor da minha vida blá blá blá. Gente, a partir do momento que vou CASAR toda isso já está implícito, né?
Enfim... Hoje em dia a gente vê de tudo mesmo, as vezes não é mais tão implícito assim. rsrs

Vou pelo lado mais racional: ele é o meu vizinho.
Sim, ele é meu vizinho. Moramos no mesmo condomínio e por acaso, ou não, nos conhecemos aqui mesmo. E foi exatamente assim que o apresentei para uma amiga, quando o levei ao seu aniversário de 15 anos.
Bom, eu ganhei dois convites individuais, e resolvi convida-lo para ir comigo. Não era meu namorado e nem nada, vou apresentar como? “Tô só pegando! (ou enrolado? rs)”. Eu falei: Esse é o Daniel... meu... vizinho!!! rsrs

Isso foi no ano de 2003. Mais precisamente em Janeiro de 2003.
E no dia 05-04-03 (adoooouro a sequencia dessa data) começamos a namorar. Sim, sim: há exatos 9 anos! Hoje está completando NOVEEEEEEE ANOOOOSSSS!!!!

Na época eu tinha 18 e ele 19 anos. Eu estava fazendo cursinho pré-vestibular e ele no segundo período da faculdade de Direito.
Como é bom namorar aos 18 anos. A vida era muito mais legal e sem grandes responsabilidades. Cineminha, pipoca, lanches no Mc Donalds... Tudo pago por mesada ou bancado pelos nossos pais.

O tempo foi passando, eu também entrei na faculdade (na verdade larguei o cursinho e entrei na FACHA no meio do ano). O tempo foi passando mais ainda, e as responsabilidades foram chegando. Começou a época de estágio, já tínhamos o nosso próprio dinheiro, que não era muito, mas era nosso. E já podia trocar o Mc Donalds por Outback. Uau! Isso é muito bom!!!

Sempre fomos muito amigos, cúmplices e leais. Sempre respeitamos um ao outro como casal e em nossas vidas individuais. Não é porque você tem um namorado que perde a sua vida individual. Você continua tendo a sua vida, seus amigos, seus gostos, suas vontades.
Se eu saia sozinha com meus amigos, porque namorando não posso mais fazer isso? O que tem de errado nisso? Para mim, o errado é você anular a sua vida para só viver de casalzinho. Se ele não gosta, eu vou deixar de ir ou fazer por isso? NÃO!!! Ele pode não gostar daquilo, mas gosta de mim, me respeita, sabe que eu gosto e que não vou deixar de gostar por causa dele.

Amar não é se anular. Amar é completar. Um casal se completa, e não anula ou sufoca o outro. Aquele comercial que me desculpe, mas quem ama não bloqueia. Quem ama confia e respeita. Se não tem isso, é melhor nem levar o relacionamento adiante.
Enfim... A nossa filosofia sempre foi essa. Sempre deu muito certo. E dá até hoje.

Continuando...

Entrei na faculdade em 2003, ano do inicio do nosso namoro. E me formei em 2007, ano do fim do nosso namoro.
Pois é... Depois de 4 anos e alguns meses de namoro acabamos nos separando.

Sabe o que é engraçado? A nossa cumplicidade é tanta, que não deixamos de nos falar e nos ver durante esse período. Para falar a verdade, muita gente nem sabia que chegamos a nos separar. Afinal, estávamos sempre juntos.
E olha que não foi por pouco tempo não. Foram por 3 anos. Isso mesmo, TRÊS ANOS!
Tempo o suficiente para amadurecer mais como pessoa, amadurecer ainda mais a nossa relação e ter certeza do que queríamos para as nossas vidas.

Eu nunca me referi a ele como meu ex. Ok, já sim, mas só quando eu citava algo e perguntavam de quem estava falando, aí era obrigada a falar “do meu ex”. Fora isso, sempre o chamei pelo nome (que é liiiiindooo! hehe). E para as amigas mais próximas eu falava “meu futuro marido”. Juro! Elas que não me deixem mentir.

A nossa relação era tão boa que eu tinha certeza que íamos voltar. E isso ia acontecer quando fosse para ser a hora certa. Eu até brincava: quando voltar, vai ser para casar! ( Quando = afirmando, e nunca "se". )

Sabe quando você não se vê com outra pessoa? Pois é, isso que acontecia. Prova disso, que mesmo solteira por 3 anos, eu só tive ele como namorado. Vou me casar com o meu primeiro e único namorado.

Em 2010 voltamos a namorar. Mais precisamente no dia 05-04-2010. Sim, há exatos 2 anos! hahahaha Mais simples, assim não confundimos as datas, né? rs

Foto do dia 05/04/2010. Recebi bouquets de flores de hora em hora, já estava até sem graça com o porteiro e o entregador. No último bouquet veio escrito no cartão "Quer namorar comigo?". *.*

Agora, uma dúvida: sempre que perguntam há quanto tempo namoramos e não sei o que falar. O que eu devo responder?

A- 9 anos (contando que começamos a namorar em 2003)
B- 2 anos (contando que começou do zero em 2010)
C- 6 anos e alguns meses (somando o tempo do namoro A e B tirando a pausa)
D- Sei lá. Para que você quer saber?

Brincadeiras a parte, eu nunca sei responder essa pergunta. Só sei que o 05 de Abril ficará marcado para sempre como o dia do nosso aniversário de namoro. Ou seria dos nossos aniversários?

Isso não importa. O que importa que é o dia que dei o primeiro sim em 2003, o segundo sim em 2010.
Quando ficamos noivos, em Dezembro de 2010, dei o terceiro sim. E daqui a 1 ano, 2 meses e 3 dias será o oficial e definitivo sim: o dia do nosso casamento.

Resumir 9 anos de convivência é difícil, mas acho que consegui falar um pouquinho.
Uma vez me falaram que o meu noivo era um cara de sorte. Parando bem para pensar, essa pessoa estava errada. Eu é que sou uma mulher de sorte!

Desejo muitos dias 05 de Abril na vida de vocês !!!!!!!

Nada é perfeito, nada é por acaso, nada é eterno. Mas um sentimento assim é tão bom. E coisas boas são o que gosto de desejar as pessoas.

Viva e deixe viver. Ame e se deixe amar. Seja fiel a você e seus sentimentos, só assim vamos todos ser felizes.

Beijos açucarados! =)

4 comentários:

Cristiane disse...

muncleAiiii, que amorrrrrrrrrrrrr, parabéns. Que deus continue abençoando esse relacionamento. bjs

Thábata Kropf disse...

Daniii, que lindoo!! Que venham muito mais dias 05/04 e que vcs cultivem sempre esse AMOR!! Ele também é um noivo de sorte, pois vc é uma fofa!!Beijos e muitas felicidades!Thá

Raquel Dias disse...

Olá Dani. Sempre vejo seu blog e adoro seu trabalho.Depois do post sobre "visitantes fantasmas" resolvi comentar agora kkk
E adoreiiii a sua história de amor, é muito lindo esse seu amor, tudo de bom pra vcs, muitas felicidades. Beijinhooo Raquel Dias

mari disse...

Dani!!!!
Tb sou noivinha de 2013. Tb sou noiva do meu vizinho (namorado desde meus 18 anos) e estamos juntos há 8 anos, ou 4, ou 7, não sei... Tb terminamos depois de 3 ou 4 anos juntos, ficamos separados por 1 ano e voltamos para sempre agora.
Quantas coincidencias